Divagando...

Divagando...
Bosque da Princesa em Pindamonhangaba - Foto de Maria Teresa de Brum Fheliz Benedito

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Sorria você está sendo filmado.


Não quero e nem posso nunca perder este riso fácil que emana do meu coração e se exterioriza em meu rosto e em todo o meu ser, num grande sorriso.
Amo sorrir, o sorriso não se afasta de mim em nenhuma circunstância, claro que na dor ele se esconde um pouco, mas está ali se alguém precisar o sorriso vem como libertador da dor.
Amo sorrir e quando ando pela rua sempre sorrio por quem por mim passa e isso reconforta meu coração, por que na maioria das vezes recebo um sorriso de volta, outras vezes não, até me olham com surpresa, mas nem ligo gosto muito de sorrir e sorrirei sempre.
Estou cá a escrever e a sorrir de mim mesma, por ser tão assim, rsrsrs.
Bom demais sorrir e peço ao bom Deus que nunca me deixe perder este gosto pelo sorrir.
Quando entro em algum lugar, e tem aquele aviso, “Sorria, você está sendo filmado”, tenho vontade gargalhar e dou aquele sorriso, rsrsrs.
Me diga de verdade, não é bom sorrir e receber um sorriso também?
Então sorria, sorria muito, a vida é muito passageira, para deixar o sorriso escondido.
Um abraço todo sorridente, Maria Teresa.

sábado, 13 de agosto de 2016

Um bate papo com Luiz José de Brum, meu querido pai.



     "Eu sou o dia, hoje o meu semblante está alegre e toda a natureza se alegra comigo, mas as vezes estou carrancudo, choroso e toda a natureza se entristece e chora comigo.
     É que meu tataravô é um velho que hora está alegre e hora ranzinza e muitas vezes furioso e a minha alegria ou tristeza depende dele.
     O meu tataravô é o tempo, é tão velho como o mundo, quando estou alegre, sorridente, sou um dia de sol seguido de uma noite calma com o céu crivado de estrelas.
     As árvores se dobram suavemente sob o respirar brando do meu tataravô, a essa respiração dão o nome de respiro, a essa respiração branda dá-se o nome de brisa.
     Outras vezes sou um mal dia por que o meu tataravô está enfurecido, respira forte, soprando com furor derrubando tudo, bufa, uiva, ruge como uma fera.
     As árvores sob sua fúria dobram-se e quebram-se, as casas são destruídas e destelhadas. A essa respiração estertorosa e violenta dá-se o nome de furacão.
     A minha vida é de pouca duração é limitada pelo giro que a terra faz em torno do seu eixo.
     Há tempos remotos os homens só conheciam as duas fases principais de minha vida, o nascer e o por do sol.
     Aí inventaram de espetar uma vareta no chão, cuja sombra marcava a minha idade, muito mais tarde inventaram um aparelho que cheio de areia que colocado de cabeça para baixo ia escorrendo a areia a fim de determinar a minha idade, mesmo que meu tataravô estivesse zangado e não deixasse o sol sair.
     Por fim inventaram uma peça mecânica que deram o nome de relógio, o qual fazia aquele  trabalho com mais precisão, marcando as minhas vinte e quatro horas.
     Como vêem tenho uma vida curta, entretanto posso ficar imortal e com isso imortalizar o meu pai, o mês e o meu avô o ano, basta para isso que um fato histórico ou o nascimento de um homem que se tornou famoso pelos seus feitos, se dêem no período da minha existência, assim como a Proclamação da República e o dia 15 ficou imortal e imortalizou o seu pai Novembro e o seu avô 1889 também ficou imortal.
     Também costumo ficar imortal quando algum poeta ou escritor aplica o meu nome nas suas obras e fica imortal, também o meu pai o mês e muitas vezes ficam também imortais os meus tios, a primavera, o verão, o inverno e raramente o outono.
     Eles fazem assim: “naquele dia triste de inverno...” ou então “naquela tarde alegre de primavera...” ou ainda “naquele dia de verão afogadiço...”
     Só não é muito lembrado o meu tio outono, por ser um sujeito indiferente, pois não é frio e nem quente.
     É assim a minha curta existência, vou parar por aqui por que o meu tataravô o tempo voa veloz e temo que me deixe em dificuldade para mais explicação, salvo se acontecesse como naquele fato bíblico em que a pedido de Josué, o dia teve maior duração e então eu poderia bater mais um pouco de papo".

          De Luiz José de Brum, meu querido papai.

    (((Esta crônica foi escrita na década de sessenta)))

...........BOSQUE DA PRINCESA, EM PINDAMONHANGA

Meu querido e amado papai.

A imagem pode conter: 2 pessoas , barba
Um pouco sobre meu amado e querido pai, Luiz José de Brum
Meu pai foi uma pessoa super especial em todos os sentidos. 
Dotado de uma inteligência e sensibilidade ímpares. Tenho muitas histórias para contar sobre meu querido pai. 
Grande homem, de estatura mediana, mas que parecia um gigante. 
Um poeta maravilhoso, impecável de estilo próprio, cantava em verso e prosa, a natureza, a humanidade, o cotidiano, a saudade, a felicidade, os sonhos, a dor, a alegria... 
Senhor Luizinho como era chamado e respeitado por todos, amava a natureza, e eu, ainda era muito pequena, devia ter uns 5 anos e nos domingos depois do almoço ele e mamãe me levavam para passear pelos campos, perto de onde morávamos, não era como é hoje. 
Tinha campos imensos cobertos de flor maravilha, ele levava fio de náilon e eu ia colhendo as florzinhas e fazia pulseira, colares, coroas e ia me enfeitando e ele me chamava sempre a atenção para ouvir o cantar dos pássaros, admirar as borboletas...era um passeio incrível, voltava pra casa toda enfeitada de flores. 
Papai também gostava muito de ler, escrever, ouvir boa música, sempre na vitrola rodava algum disco de música clássica, ora, Bach, ora Beethoven, ora Vivaldi e tantos outros que fui apresentada ainda muito pequena, (amo música clássica). 
Papai era um grande contador de histórias, gostava muito de contar sobre quando eles moravam em Piraí, até escreveu suas memórias que tem o título de “Fisionomia de uma época”, fantásticos relatos. Papai era muito generoso e dava aulas particulares em casa para pessoas que tinham dificuldades para aprender, crianças, adultos, não importava a idade, lá estava o papai a ensinar. 
Quando as pessoas ficavam doentes e precisavam tomar injeção lá ia papai com sua caixinha metálica com agulhas, seringas, algodão e álcool atender com carinho as pessoas doentes, papai não podia ver ninguém necessitado que ia ajudar. 
Tocava bandolim com um primor que chegava a ser emocionante, tocava até “Árias de Bach” no bandolim, muitos especiais eram estes momentos. Fazia uma pizza, um pastel de carne assada, um bolão de fubá, super deliciosos, tudo obra dele, da massa à finalização. 
Foi um grande alfaiate, sapateiro, perfumista, falava inglês, francês tudo aprendeu sozinho, era um autodidata fantástico, segundo me consta ele nunca frequentou uma escola, porque em Piraí, naquela época, não havia escolas. 
Falava alguns idiomas, entendia muito de Homeopatia, ele foi muito especial e como eu o amo!
Saudades querido papai, sua benção e um beijo em seu coração, Maria Teresa.

domingo, 7 de agosto de 2016

Troca de plantão - desconheço a autoria



Troca de plantão
"Jesus Cristo resolveu voltar a Terra e decidiu vir vestido de médico!
Procurou um lugar para descer e escolheu, no Brasil, um Posto de Saúde do SUS.
Viu um médico trabalhando há muitas horas e morrendo de cansaço.
Jesus entrou, de jaleco, passando pela fila de pacientes no corredor, até atingir o consultório médico.
Os pacientes viram e falaram: - “Olha aí, vai trocar o plantão”!
Jesus Cristo entrou na sala e falou para o colega que ele poderia ir embora, pois ele iria continuar o seu trabalho.
E, Jesus todo resoluto, gritou:
- "O PRÓXIMO!!!"
Entrou no consultório, um homem paraplégico em sua cadeira de rodas.
Jesus Cristo levantou- se, olhou para o aleijado e, com a palma da mão direita sobre sua cabeça disse:
- "LEVANTA-TE E ANDA!"
O homem levantou-se, andou e saiu do consultório empurrando a própria cadeira de rodas.
Quando chegou ao corredor, o próximo da fila perguntou: - "E aí, como é esse doutor novo?"
Ele respondeu: "Igualzinho aos outros...
Nem examina a gente!
Moral da história:
Tem gente que já recebeu o milagre, mas nem se toca, pois só vive pra reclamar ou botar defeito em tudo nesta vida!
Depois dessa.....
Eu agradeço ao Senhor por esse dia maravilhoso que Ele presenteou a mim e a você!!!
É por isso que... o hoje se chama “PRESENTE”
Aproveite e seja muito feliz!!
Mande esta mensagem para
os amigos que significam
algo para você
e que fazem você sorrir quando você precisa.
BOA NOITE
Jesus Cristo resolveu voltar a Terra e decidiu vir vestido de médico!
Procurou um lugar para descer e escolheu, no Brasil, um Posto de Saúde do SUS.
Viu um médico trabalhando há muitas horas e morrendo de cansaço.
Jesus entrou, de jaleco, passando pela fila de pacientes no corredor, até atingir o consultório médico.
Os pacientes viram e falaram: - “Olha aí, vai trocar o plantão”!
Jesus Cristo entrou na sala e falou para o colega que ele poderia ir embora, pois ele iria continuar o seu trabalho.
E, Jesus todo resoluto, gritou:
- "O PRÓXIMO!!!"
Entrou no consultório, um homem paraplégico em sua cadeira de rodas.
Jesus Cristo levantou- se, olhou para o aleijado e, com a palma da mão direita sobre sua cabeça disse:
- "LEVANTA-TE E ANDA!"
O homem levantou-se, andou e saiu do consultório empurrando a própria cadeira de rodas.
Quando chegou ao corredor, o próximo da fila perguntou: - "E aí, como é esse doutor novo?"
Ele respondeu: "Igualzinho aos outros...
Nem examina a gente!
Moral da história:
Tem gente que já recebeu o milagre, mas nem se toca, pois só vive pra reclamar ou botar defeito em tudo nesta vida!
Depois dessa.....
Eu agradeço ao Senhor por esse dia maravilhoso que Ele presenteou a mim e a você!!!
É por isso que... o hoje se chama “PRESENTE”
Aproveite e seja muito feliz"!!
.

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Não deixe suas panelas brilharem mais do que você!!!! (Desconheço autoria)

Imagem da web

"Não deixe suas panelas brilharem mais do que você!!!!
Não leve a faxina ou o trabalho tão a sério!
Pense que a camada de pó vai proteger a madeira que está por baixo dela!
Uma casa só vai virar um lar quando você for capaz de escrever “Eu te amo” sobre os móveis!
Antigamente eu gastava no mínimo 8 horas por semana para manter tudo bem limpo, caso “alguém aparecesse para visitar” – mas depois descobri que ninguém passa “por acaso” para visitar – todos estão muito ocupados passeando, se divertindo e aproveitando a vida!
E agora, se alguém aparecer de repente?
Não tenho que explicar a situação da minha casa a ninguém…
…as pessoas não estão interessadas em saber o que eu fiquei fazendo o dia todo enquanto elas passeavam, se divertiam e aproveitavam a vida…
Caso você ainda não tenha percebido: A VIDA É CURTA… APROVEITE-A!!!
Tire o pó… se precisar…
Mas não seria melhor pintar um quadro ou escrever uma carta, dar um passeio ou visitar um amigo, assar um bolo e lamber a colher suja de massa, plantar e regar umas sementinhas?
Pese muito bem a diferença entre QUERER e PRECISAR !
Tire o pó… se precisar…
Mas você não terá muito tempo livre…
Para beber champanhe, nadar na praia (ou na piscina), escalar montanhas, brincar com os cachorros, ouvir música e ler livros, cultivar os amigos e aproveitar a vida!!!
Tire o pó… se precisar…
Mas a vida continua lá fora, o sol iluminando os olhos, o vento agitando os cabelos, um floco de neve, as gotas da chuva caindo mansamente….
- Pense bem, este dia não voltará jamais!!!
Tire o pó… se precisar…
mas não se esqueça que você vai envelhecer e muita coisa não será mais tão fácil de fazer como agora…
E quando você partir, como todos nós partiremos um dia, também vai virar pó!!!
Ninguém vai se lembrar de quantas contas você pagou, nem de sua casa tão limpinha, mas vão se lembrar de sua amizade, de sua alegria e do que você ensinou.
AFINAL:
“Não é o que você juntou, e sim o que você espalhou que reflete como você viveu a sua vida.”
(Autor desconhecido )

Mimo de Gracita

Delicadeza de Roberta Maia

Como é bom viver...

Hum, como é bom viver a vida com responsabilidade e alegria!
Mas vida é curta para ser vivida com intolerância, com mau humor e estupidez como tenho visto por ai.
A vida é para ser vivida como se fosse um desabrochar de uma rosa, lentamente. Como o despertar do girassol, que se espreguiça todo até ficar olhando o sol, para melhor aproveitar a sua vida.
Viver a vida como se ela fosse uma sinfonia de pássaros matinais e se prestar atenção ouvirá uma sinfonia diferente a cada amanhecer, é só não ter pressa e ouvir, porque os pássaros estão lá a cada amanhecer.
Viver a vida sem pressa alguma porque a pressa não deixará experimentar o doce sabor que ela oferece a cada dia e olha, ela oferece sabores diferentes e crescedores de se viver.
Viver a vida como se não houvesse noites e só dias e dias de sol.
Então faça da noite do viver o mais lindo dia de sol!!

Arte: Émilie Munier
Autoria: Maria Teresa

Palavras da autora: “...nasci rodeada por livros, boa música, pinturas de quadros (papai tinha um atelier em casa), bordados (mamãe bordava lindamente) e muita religiosidade, caçula de três irmãos homens, temporã de pais na meia idade, fui educada com muito amor e mimo......adoro poesia e deixo o coração ditar e minhas mãos copiarem sobre o papel e ou teclado...amo ler e escrever, gosto muito de brincar com as letras...”

Maria Teresa tem dois Blogs:
Blogs lindos, cheio de declarações de amor( a seu marido) e muita paz!!!
Conheçam!!!

- Minha querida Maria Teresa, sua base familiar refletiu na linda mulher que é, apesar de conhecer apenas virtualmente, sinto sua energia BOA daqui!
Aqui é seu selinho destaque querida, fique à vontade para leva-lo:


Beijinhos Iluminados e Agradecidos!!

11 Comentários:

  1. Ahhhhhh como é bom VIVER!

    Aproveitar cada momento de sorriso nos lábios!

    Ahhhh como é bom VIVER

    Post inspirador Roberta!
    Amei

    :)

    Responder
    Respostas
    1. An@, sorriso nos lábios, adorooooo...!!!
      Beijinhos Iluminados!!!

      Muita Luz!!

  2. Bom dia Roberta, Parabéns a Maria Tereza pela doçura e sensibilidade, viver a vida sem pressa hoje em dia é um desafio que todos nós deveriamos querer vencer! Ótimo dia! Bjoooooss

    Responder
    Respostas
    1. Kellen,os blogs de Maria Teresa são cantinhos onde ela mostra sua paixão pelo marido e a vida!!!

      Lindo Dia!!!

  3. Conheço os blogs da Maria Tereza e são lindos sempre!!beijos às duas! chica

    Responder
    Respostas
    1. Chica, são lindo nê?!AMO DE PAIXÃO!!!
      São muito transparentes...claros!!!

      Beijinhos Iluminados!!!

  4. Querida Roberta, nem sei como fazermos para agradecer, ficamos deveras muito emocionados.
    Ficou linda sua postagem, trouxemos conosco o lindo selo que nos presenteou.
    Agradecemos do fundo do coração e seja sempre muito feliz e abençoada, que sua vida seja repleta de luz e muito amor sempre...beijos nossos no coração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria Teresa, obrigada você por ter dado a permissão para que uma de suas obras estivesse aqui no Blog Luz!!!
      Fico imensamente feliz que tenham gostado!

      Beijinhos de Luz no coração do casal!!!
      Bençãos Plenas!!

  5. É isso mesmo, como é bom viver e aproveitar de todas essas coisas maravilhosas que a vida tem para nos oferecer. Ás vezes nem damos conta que estão mesmo pertinho de nós :)
    Linda mensagem, os meus Parabéns à autora!
    Beijiinhos

    Responder
  6. Olá! Tudo diferente e belo por aqui! Adorei as imagens de muita paz...e harmonia e o texto da Maria Tereza perfeito...vou conhecer...
    Parabéns Roberta!
    Bjs e que seu dia seja ótimo, com paz e bons pensamentos!
    CamomilaRosa

    Responder
  7. Olá Roberta,

    Conheço a Maria Tereza. É uma amizade recente, mas já pude constatar a beleza e sensibilidade de sua alma. Seus blogs são excelentes.

    O texto é lindo. Um convite à arte de bem viver.

    A ilustração ficou encantadora com a arte de Émilie Munier. Parabéns pelo bom gosto!

    Beijos.

    Responder