Divagando...

Divagando...
Bosque da Princesa em Pindamonhangaba - Foto de Maria Teresa de Brum Fheliz Benedito

sexta-feira, 24 de março de 2017

Voltando no tempo!



Eu brincando de escolinha no quintal da minha casa em Taubaté

Perguntaram-me assim: “Se você pudesse voltar no tempo, em que tempo seria”?
Voltaria quando era criança, lá na cozinha de casa ao anoitecer.
Aprendi muito naquela cozinha simples, de cimento vermelho, com fogão a carvão, um guarda-comida, um paneleiro, uma pia toda branca, uma mesa oval, feita por papai com seis cadeiras, éramos seis.
Papai, Luiz José de Brum, tinha uma loja de confecção própria, uma pequena loja, “Casa Trevo”, no Largo do Mercado Municipal e quando a noitinha ele chegava de volta demais um dia de trabalho, se sentava num banquinho e eu em outro.
Pegava seu Bandolim e ia contar como tinha sido o “movimento” da loja naquele dia, uns dia ia bem, noutros não tão bem, mas vivíamos com dignidade, na simplicidade e felizes.
Enquanto ele contava seu dia, dedilhava alguma canção naquele velho e  bom Bandolim, eu ficava de olho nas mãos dele e em seu olhar ternos que sempre tinha.
Eu adorava as estórias de papai, depois que ele contava, perguntava a mamãe como tinha sido o dia dela e mamãe, toda feliz dizia assim: “Ah meu velho, hoje fiz cinco camisas brancas de colarinho, estão prontas e passadas, amanhã é só levar para a loja, cuidei da nossa menina, da nossa casa e dos meninos, que já não são tão meninos assim e seu pai, João Brum, me ajudou brincando com nossa menina.
Tudo mamãe, Bernardina Brum, conhecida como dona Filinha, contava com muita alegria.
Mamãe era uma grande costureira, ajudava o papai nas costuras da loja, ficava toda feliz por isso, eles eram muito felizes e se amavam muito, eram almas gêmeas.
Depois vovô contava também as coisas que tinha feito, meus irmãos também e chegava minha vez de falar, eu toda faceira contava que tinha comido muita goiaba, sentada no galho da goiabeira, rsrsrsr.
E papai perguntava: “Leu algum livrinho de estória”?
Eu corria até a sala e pegava o livro e já começava a contar a estória, eu ainda não sabia ler, eu lia através das figuras e contava para todos.
Bons tempos àqueles que vivos estão em minha memória.
Adoraria voltar naquele tempo e ouvir tocar seu bandolim e contar as velhas estórias e sentir aquele cheiro de novo da janta que mamãe fazia com tanto amor e sentir também o cheiro que cada um de nós tinha naquela época.

Saudades gostosas de sentir.
É nesse tempo que gostaria de voltar, mas volto sempre no tempo e revivo estes momentos em meu coração.
Um abraço cheio de saudades, Maria Teresa de Brum Benedito

2 comentários:

  1. Maria Teresa, lindo, todos nós temos saudades de nossa infância, felizmente podemos sempre voltar a tê-la porque vive em nossos corações.
    Um Iluminado fim de semana.
    Beijinhos de Luz!
    AnaMaria

    ResponderExcluir
  2. Bonito texto.
    Que bom ter tão boas recordações da infância.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita,volte sempre,deixe aqui seu comentário para que eu possa conhecer um tantinho de você.
Fica sempre com Deus!
Maria Teresa

Mimo de Gracita

Delicadeza de Roberta Maia

Como é bom viver...

Hum, como é bom viver a vida com responsabilidade e alegria!
Mas vida é curta para ser vivida com intolerância, com mau humor e estupidez como tenho visto por ai.
A vida é para ser vivida como se fosse um desabrochar de uma rosa, lentamente. Como o despertar do girassol, que se espreguiça todo até ficar olhando o sol, para melhor aproveitar a sua vida.
Viver a vida como se ela fosse uma sinfonia de pássaros matinais e se prestar atenção ouvirá uma sinfonia diferente a cada amanhecer, é só não ter pressa e ouvir, porque os pássaros estão lá a cada amanhecer.
Viver a vida sem pressa alguma porque a pressa não deixará experimentar o doce sabor que ela oferece a cada dia e olha, ela oferece sabores diferentes e crescedores de se viver.
Viver a vida como se não houvesse noites e só dias e dias de sol.
Então faça da noite do viver o mais lindo dia de sol!!

Arte: Émilie Munier
Autoria: Maria Teresa

Palavras da autora: “...nasci rodeada por livros, boa música, pinturas de quadros (papai tinha um atelier em casa), bordados (mamãe bordava lindamente) e muita religiosidade, caçula de três irmãos homens, temporã de pais na meia idade, fui educada com muito amor e mimo......adoro poesia e deixo o coração ditar e minhas mãos copiarem sobre o papel e ou teclado...amo ler e escrever, gosto muito de brincar com as letras...”

Maria Teresa tem dois Blogs:
Blogs lindos, cheio de declarações de amor( a seu marido) e muita paz!!!
Conheçam!!!

- Minha querida Maria Teresa, sua base familiar refletiu na linda mulher que é, apesar de conhecer apenas virtualmente, sinto sua energia BOA daqui!
Aqui é seu selinho destaque querida, fique à vontade para leva-lo:


Beijinhos Iluminados e Agradecidos!!

11 Comentários:

  1. Ahhhhhh como é bom VIVER!

    Aproveitar cada momento de sorriso nos lábios!

    Ahhhh como é bom VIVER

    Post inspirador Roberta!
    Amei

    :)

    Responder
    Respostas
    1. An@, sorriso nos lábios, adorooooo...!!!
      Beijinhos Iluminados!!!

      Muita Luz!!

  2. Bom dia Roberta, Parabéns a Maria Tereza pela doçura e sensibilidade, viver a vida sem pressa hoje em dia é um desafio que todos nós deveriamos querer vencer! Ótimo dia! Bjoooooss

    Responder
    Respostas
    1. Kellen,os blogs de Maria Teresa são cantinhos onde ela mostra sua paixão pelo marido e a vida!!!

      Lindo Dia!!!

  3. Conheço os blogs da Maria Tereza e são lindos sempre!!beijos às duas! chica

    Responder
    Respostas
    1. Chica, são lindo nê?!AMO DE PAIXÃO!!!
      São muito transparentes...claros!!!

      Beijinhos Iluminados!!!

  4. Querida Roberta, nem sei como fazermos para agradecer, ficamos deveras muito emocionados.
    Ficou linda sua postagem, trouxemos conosco o lindo selo que nos presenteou.
    Agradecemos do fundo do coração e seja sempre muito feliz e abençoada, que sua vida seja repleta de luz e muito amor sempre...beijos nossos no coração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria Teresa, obrigada você por ter dado a permissão para que uma de suas obras estivesse aqui no Blog Luz!!!
      Fico imensamente feliz que tenham gostado!

      Beijinhos de Luz no coração do casal!!!
      Bençãos Plenas!!

  5. É isso mesmo, como é bom viver e aproveitar de todas essas coisas maravilhosas que a vida tem para nos oferecer. Ás vezes nem damos conta que estão mesmo pertinho de nós :)
    Linda mensagem, os meus Parabéns à autora!
    Beijiinhos

    Responder
  6. Olá! Tudo diferente e belo por aqui! Adorei as imagens de muita paz...e harmonia e o texto da Maria Tereza perfeito...vou conhecer...
    Parabéns Roberta!
    Bjs e que seu dia seja ótimo, com paz e bons pensamentos!
    CamomilaRosa

    Responder
  7. Olá Roberta,

    Conheço a Maria Tereza. É uma amizade recente, mas já pude constatar a beleza e sensibilidade de sua alma. Seus blogs são excelentes.

    O texto é lindo. Um convite à arte de bem viver.

    A ilustração ficou encantadora com a arte de Émilie Munier. Parabéns pelo bom gosto!

    Beijos.

    Responder